Não importa se você é experiente ou iniciante nos estudos, existe uma unanimidade entre os concurseiros: Muitos afirmam que o CESPE é muito difícil.

O  Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Atual CEBRASPE), da Universidade de Brasília (UNB), é a banca organizadora de concursos mais temida pelos milhares de estudantes que sonham com uma carreira pública no Brasil.

Mas afinal, o Cespe faz jus a fama que tem? As pesquisas apontam que sim.

NÃO É NOVIDADE para ninguém: quem quer ser aprovado em concurso público deve ter um bom planejamento de estudos, que seja capaz de proporcionar uma preparação da melhor maneira possível, já que, atualmente, as vagas em concursos públicos são escassas e o concursos autorizados trazem muito poucas vagas.

Além disso, existe a questão de mapear o estilo da banca, um fator muito negligenciado pelos candidatos. CONHECER O PERFIL DA ORGANIZADORA que realizará o concurso É FATOR CHAVE para alcançar a tão sonhada aprovação.

Quando você conhece o estilo da banca, se familiarizando com a forma pela que ela formula as suas questões, O SEU ESTUDO SE TORNA MUITO MAIS EFICIENTE e, sem dúvida, AS SUAS CHANCES DE APROVAÇÃO EXPLODEM.

Neste artigo, você vai aprender sobre A BANCA ORGANIZADORA MAIS TEMIDA pelos concurseiros: O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação, Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe), o antigo CESPE/UnB.

O Cespe organiza a maioria dos concursos públicos mais importantes do país, entre os quais merecem destaque: PRF, Polícia Federal, MPU – Ministério Público da União, ABIN, AGU, Caixa Econômica Federal, Câmara dos Deputados, entre diversos outros.

Enquanto as outras bancas, mesmo as mais conhecidas, tem o costume de elaborar questões simples que somente cobravam “a letra da lei” nas questões de legislação, o Cespe ganhou destaque por elaborar questões mais completas e complexas, que traziam um mix de legislação, uma pitada de interpretação de texto, lógica e um enredo para forçar o candidato a refletir sobre a questão.

Mas por que o Cespe é tão temido?

O principal fator é o seu sistema de pontuação, que se destaca entre as demais bancas pelo fato da marcação de uma questão erroneamente faz com que o candidato perca um ponto (uma questão correta).

Em outras palavras, nos concursos do Cespe é perfeitamente possível que um candidato tire zero na prova mesmo acertando metade das questões!

Além disso, nas provas elaboradas pelo Cespe que não são de múltipla escolha, você deve classificar as questões como certo ou errado.

Por isso é tão comum as provas do Cespe eliminarem os candidatos desavisados ou que não se preparam adequadamente e não conhecem o seu estilo de provas.

Pronto para aprender o passo-a-passo de como você deve se comportar em provas da Cespe, evitando perder pontos bobos e tirando a maior nota possível?

Antes de começarmos, quero  deixar uma coisa bem clara: Nenhuma das minhas dicas e sugestões substitui a sua obrigação de estudar muito.

O objetivo aqui é te dar um direcionamento adequado para traçar uma estratégia de prova, aplicando tudo o que você estudou.

6 fatos que quebram o mito: CESPE é Muito Difícil

Fato 1 – Questões estilo Certo e Errado pedem atenção redobrada

Essas são questões em que não existe uma alternativa correta a ser assinalada pelo candidato.

Geralmente existe uma afirmação para que o candidato analise e, conforme o seu juízo de valor, alinhado ao seu conhecimento prévio sobre o assunto abordado na questão.

Além disso, não existe a possibilidade de eliminar alternativas absurdas.

Este tipo de questão favorece quem estuda e tem domínio da matéria.

Então, atenção redobrada.

Fato 2 – Provas da Cespe vão além da “decoreba”

Pois é, nas provas do Cespe, simplesmente decorar conteúdo não é uma boa ideia.

Essa modalidade de prova prioriza entendimento do assunto e não somente memorizar a letra da lei.

As questões geralmente apresentam simulações de casos concretos.

Portanto, é válida a leitura de sinopses jurídicas e resumos de legislação para aumentar o nível de conhecimento sobre as disciplinas do edital.

Obviamente alertando para o nível de aprofundamento exigido para o cargo.

Fato 3 – Erros anulam acertos

Nas provas do Cespe, existe a possibilidade real do candidato não só deixar de ganhar como também perder pontos com as questões erradas.

Seguindo esse raciocínio, se você acertar metade das questões e errar a outra metade, certamente irá zerar a sua nota.

Fato 4 – Quem deixa em branco não ganha nem perde ponto

Nas questões objetivas do Cespe, existem três possibilidades de resposta : certo, errado e em branco.

Como você já aprendeu, uma questão errada anula uma certa. Então, se você não sabe a resposta, pode ser melhor deixar a questão em branco.

Você não vai ganhar nenhum ponto, mas também não se arriscará a perder.

Fato 5 – É possível treinar com provas de concursos para cargos de mesmo nível

O Cespe é uma banca tradicional, e responsável por organizar muitos concursos, então o banco de questões de concursos anteriores é um campo vasto.

E isso significa que você tem uma fonte praticamente inesgotável de questões para resolver e treinar para a sua prova.

Não se prenda somente às questões anteriores do cargo que você vai prestar concurso público.

Eu recomendo que você resolva questões de concursos similares.

Por exemplo, se você vai concorrer a uma vaga para um concurso de nível superior, resolva questões de provas anteriores de nível superior também.

Quanto mais questões você resolver, as chances de encontrar questões parecidas na sua prova aumentam bastante.

Fato 6 – É mais difícil ter noção do desempenho logo depois da prova

E por último. Logo após a realização da prova, é muito complicado ter a real noção do seu desempenho durante a prova, pois, trata-se de um certame muito cansativo e desgastante.

O ideal é o candidato aguardar a liberação do caderno de questões e revisar após repousar a mente e aguardar o gabarito oficial, que é liberado normalmente poucos dias após a data da prova.

A regra 50/50 das provas do Cespe

Preste atenção nesta última dica.

Ela representa um fato curioso e muito pouco conhecido pela maioria esmagadora dos candidatos.

Normalmente, as provas do Cespe apresentam um equilíbrio entre o número de questões certas e erradas.

Ou seja, não é raro termos 50% de questões certas e 50% de questões erradas.

Fique à vontade para verificar os gabaritos de concursos anteriores que eu disponibilizo aqui abaixo.

Cespe é muito difícil
Cespe é muito difícil
Cespe é muito difícil
Cespe é muito difícil

Essa é uma informação valiosíssima, pois vai te permitir analisar o seu gabarito antes de realizar a marcação final no cartão de respostas.

Se existir uma discrepância muito grande e as suas respostas apresentarem uma tendência para as questões erradas ou certas, provavelmente alguns erros foram cometidos e cabe uma rápida revisão nas questões que não marcou com certeza.

Ou seja, se você ficou com dúvidas sobre algumas questões, faça essa análise antes de decidir fazer a sua marcação definitiva.

Obviamente, para não depender exclusivamente dessa estratégia na sua prova, estude com antecedência e prepare-se seguindo uma estratégia eficiente de estudos, como você pode aprender no meu artigo: Como aumentar absurdamente o seu rendimento nos estudos.

O que aprendemos neste artigo

Muito bem, se você teve a paciência para chegar até aqui, já pode perceber que não precisa ter medo ou receio concorrer a uma vaga em um concurso público organizado pelo Cespe.

Você aprendeu 6 fatos que demonstram a real necessidade de conhecer o estilo de provas da banca para garantir o máximo de questões correndo o mínimo de risco de perder questões.

Por último, fique ligado à dica sobre a regra 50-50, uma das mais importantes deste artigo.

Agora eu tenho um convite para você!

Se você gostou desse artigo, aproveite para fazer o download gratuito do meu Ebook 5 Dicas de Ouro Para Explodir as Suas Chances de Aprovação para aprender como iniciar os seus estudos com o pé direito.

Além disso, caso você já seja um estudante experiente ou tenha muitas dúvidas sobre como estudar para qualquer concurso da forma correta e dobrar as suas chances de aprovação em qualquer concurso público, conheça o meu método de preparação para concursos, o 10 Passos do Sucesso Nos Concursos.

Por último, eu preciso da sua ajuda. Por favor, deixe um comentário aqui abaixo com a sua opinião sobre o artigo.

Caso já tenha feito alguma prova do Cespe, dica qual a sua sensação antes e depois de aprender essas informações valiosas para que os nossos leitores saibam como é a sensação de realizar uma prova do Cespe sem esse conhecimento.

O seu retorno é muito importante para que eu saiba o rumo correto para produzir os conteúdos aqui no blog.

Até o próximo artigo!


Pablo Amorim
Pablo Amorim

Pablo Amorim é Policial Rodoviário e Especialista em Aprendizagem Para Provas de Concursos. Fundador do Blog Centro Preparatório, onde publica artigos com estratégias de preparação, Autor de Livros Digitais sobre preparação para Concursos e Podcaster no Canal Mestre em Concursos, disponível no Spotify e no Deezer.

Deixe Aqui o Seu Comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published.